Férias dos Reis – Parte II – Uruguai / Colonia del Sacramento

E seguimos nossas férias do outro lado do Rio De La Plata: no Uruguai.

Vou dividir a parte do Uruguai em dois post pois amamos demais esse país e quero contar todos detalhes e dicas para que vocês possam aproveitar bastante também.

Para o Uruguai, vale a mesma dica que passei no post da Argentina: tenha dinheiro na mão. Muitos estabelecimentos não aceitam cartão e pagando em dinheiro geralmente tem algum desconto. Vários lugares aceitam nosso Real também, mas é muito fácil fazer o cambio na cidade.

Após 5 dias em Buenos Aires, fizemos a travessia para o Uruguai. São duas empresas que fazem essa travessia diariamente, com várias opções de horários: BuqueBus e Colonia Express. Nós fizemos pela Colonia Express.

Vista de dentro do Colonia Express

O sistema realmente parece um ônibus de viagem e oferece poltronas macias, banheiros, espaço para bagagens maiores e até um Free Shop. Em alguns é possível fazer a travessia com veículos, como motos e carros.

Colonia Express

A Travessia leva em torno de duas horas mas o processo todo é um pouco lento pois é necessário passar pela alfândega de ambos países.

O nosso custo com a travessia foi em torno de 750 pesos Argentinos no total.

Chegamos no Uruguai através de Colônia del Sacramento e gente… QUE CIDADE MAIS LINDA!!!

Colonia Del Sacramento

Fiquei completamente apaixonada logo de cara! Ruas de paralelepípedos, construções antigas, ruas estreitas que apenas pedestres podem passar, restaurantes super charmosos…

Ruínas del Convento de San Francisco e Farol
Ruínas del Convento de San Francisco e Farol
Banco República
Área de Pesca
Píer de Pesca – Bairro Histórico
Mamãe curtindo um Capuccino e Tete se jogando na salada de frutas
Bairro Histórico
Bairro Histórico – Calle De La Playa

E o principal: o pôr-do-sol!!! Possivelmente um dos mais lindos do mundo.

Sentamos na beira do rio e ficamos admirando a paisagem, curtindo uma energia incrível do lugar, esperando o sol ser “engolido” pelo rio, num horizonte laranja… Que sensacional!!!!

Colonia del Sacramento

A cidade é pequena e muito fácil de andar. O bairro histórico fica próximo da rodoviária e do porto por onde chegam o Colonia Express e BuqueBus. É a parte mais gostosinha da cidade.

Mapa de Colonia Del Sacramento

Ficamos na Posada Las Terrazas, que fica entre o porto e a cidade o bairro histórico. Uma pousada linda, muito confortável e com atendimento excelente. Um cheirinho delicioso de baunilha por todos os ambientes da pousada e uma sala de tv, cheia de livros, jogos e almofadas que dava vontade de ficar por horas e horas. Recomendo muito!

Posada Las Terrazas

O plano inicial era passar apenas uma noite em Colonia del Sacramento e seguir para Punta Del Este, porém, rolou uma paixão pela cidade e decidimos ficar mais um dia.

Infelizmente, por ser final de semana, na pousada que estávamos não haviam quartos disponíveis para mais uma noite e tivemos que ir para outra pousada. A cidade estava cheia e nos restaram duas opções: um hotel que custaria uma córnea no mercado de órgãos ou um hostel, bem simples, chamado Hostel El Español, que num primeiro momento achei que seria tranquilo e com preço razoável. Apenas no primeiro momento…. rsrs

Depois de alguns minutos dentro do quarto pudemos perceber que estava saindo bem caro pelas condições do local. Zero conforto, cheiro de mofo, chão sujo, móveis e roupas de cama velhas… Quem me conhece sabe o quanto sou “a louca da limpeza” (João me chama de “a doida do aspirador” hahahaha). Grazadeus foram menos de 24h nesse lugar. Meu desespero foi tanto que não tive coragem de dar banho na Tereza lá. Fiz um banho “de gato” com lencinhos umidecidos e tomou banho quando chegou em Montevideo (muitas mães me entenderão…rsrs). Portanto, esse eu não recomendo.

Mas isso não tornou menos encantadora nossa passagem por Colonia del Sacramento.

Conseguimos até pegar uma praia (de roupa mesmo pois a temperatura não estava tão alta ao ponto de colocar biquíni – em torno de 18-20°). Tereza inclusive fez um amigo canino… hahahaha <3

Playa Del Rowing
Playa Del Rowing

Alugamos um carrinho para passear pela cidade. Existem duas empresas no bairro antigo que alugam esses carrinhos. Uma fica na Avenida General Flores. A outra, onde alugamos, fica na Calle Del Virrey Cevallos. É necessário ter habilitação e recomendo que façam a reserva com pelo menos um dia de antecedência, principalmente nos finais de semana. O valor do carrinho mais simples é de aproximadamente 1600 pesos uruguaios por 5 horas de aluguel.

Nosso super veículo

Aproveitamos para conhecer toda Rambla De Las Americas, até a antiga Plaza de Toros (que está desativada há muitos anos e praticamente em ruínas).

Plaza de Toros

Por toda Rambla é possível desfrutar de um visual maravilhoso do Rio de La Plata. Vale umas paradinhas para fotos e para brincar nos diversos parquinhos da região costeira.

Plazoleta Alfonsina Storni – Rambla
Plazoleta Alfonsina Storni – Rambla

Pra quem está viajando com crianças, uma opção muito bacana é o aluguel de bicicletas com cadeirinha. O valor do aluguel das bikes é bem mais baixo que do carrinho e vale reservar com um pouco de antecedência também.

Assim como na Argentina, comidas deliciosas, vinhos, medialunas, dulce de leche, muitas coisas maravilhosas….

Uma dica para uma refeição gostosa e com preço bem razoável é o SOS Gardel, na Avenida General Flores, uma das principais da cidade, bem próximo ao bairro histórico. Várias opções de saladas, parrillas, sobremesas… Custo X Benefício bem bacana.

Foram três dias inesquecíveis. Amei demais essa cidadezinha.

Assistindo ao pôr-do-sol em excelente companhia <3
Minha gatinha e o pôr-do-sol maravilhoso de Colonia Del Sacramento
Menina linda <3

E nossa aventura continuou em Montevideo, no próximo post. Até lá!!!

 

Férias dos Reis – Parte I – Argentina

Férias, viagem em família, lugares novos. Tudo de bom, né?!

Na nossa última viagem escolhemos dois países aqui ao lado: Argentina e Uruguai.

Animação para viajar às 6h da manhã!!

Fizemos uma programação bem gostosa, meio “mochilão”, meio tour gastronômico, respeitando os limites da Tereza, que não aguenta fazer longas caminhadas e necessita de momentos de brincadeiras também. Na medida do possível (e das possibilidades financeiras), priorizamos também o conforto, afinal estamos de férias.

Foram duas semanas deliciosas, de muitas descobertas, passeios, andanças e comilanças, que vou contar pra vocês em dois posts cheios de fotos e dicas bacanas para viajar com os pequenos.

Viajar com criança geralmente é uma aventura. Medos, precauções, preparativos imensos e malas bem completas (sobre a mala da Tereza eu conto num outro post ).

Começamos nossas férias pela Argentina, em Buenos Aires.

Avenida 9 de Julio

Ficamos hospedados no bairro da Recoleta, uma região muito gostosa de Buenos Aires e bem próximo às Avenidas 9 de Julio e Santa Fé, pontos bastante conhecidos da cidade. Ficamos no Hotel Ayres de Recoleta Libertad, onde fomos muito bem atendidos por toda a equipe. A estrutura do quarto é bem confortável, no estilo studio. Fora que o café da manhã é servido no próprio quarto, numa cestinha cheia de medialunas deliciosas e outras delicinhas.

Café-da-manhã no quarto do hotel. Que delícia!!!

Fiquei encantada com a quantidade de áreas verdes, praças e parques na cidade.  A cada 4 ou 5 quadras a gente encontrava uma praça com brinquedos para as crianças. Tudo muito bem cuidado e preservado, com pessoas usufruindo desses locais de forma tranquila e durante todo o dia. Não se vê lixo pelas ruas e as pessoas foram extremamente solícitas conosco sempre que pedíamos alguma informação.

Outro ponto que nos chamou a atenção foi a segurança. Lógico que “batedores de carteira” existem em todos os cantos do mundo. Oportunistas sempre existirão. Mas a violência não é tão explícita e cruel quanto no Brasil. Você consegue andar tranquilamente pelas rua à noite, por exemplo. A sensação de tranquilidade é realmente algo muito diferente do que estamos habituados aqui.

Praça com Parquinho no bairro de Palermo

Buenos Aires tem MUITOS cães. Em todos os nossos passeios vimos passeadores com dezenas de cães nas praças, brincando e sociabilizando. Muito legal!!! (a parte não tão legal é que a maioria não era castrado….fuén).

Para os amantes de carnes, a cidade oferece centenas de opções para se comer uma boa Parrilla, acompanhada de bons vinhos, com cenários que agradam a todos os gostos. Os doces também são pontos fortes da culinária porteña.

Utilizamos principalmente o Uber como transporte. O valor bem acessível e a comodidade fazem com que seja uma ótima escolha. Também conhecemos o metrô de Buenos Aires, mas acabamos utilizando menos.

Mapa do metro de Buenos Aires

Agora prestem muita atenção!! Dicas de amiga do peito:

Número 1: Leve dinheiro! Real mesmo. Você pode fazer o cambio no aeroporto ou em qualquer lugar da cidade, pois existem casas de cambio por todos os lados. Por quê? Porque na Argentina (e no Uruguai também), nem todos os locais aceitam cartão, apenas dinheiro. Além disso, pagando em dinheiro, a maioria dos locais oferece descontos. E muitos lugares também aceitam o nosso querido Real. Então vale a pena andar com o bolso cheio de dindim e dar férias pro cartão de crédito, na medida do possível.

Número 2: Não se esqueça de desbloquear a função débito do seu cartão, principalmente se você tiver conta no Itaú. Na Argentina existem agências do Itaú, caso você precise sacar algum dinheiro. Eu tentei e não consegui, pois solicitava uma senha “alfanumérica” que eu nem faço ideia do que se trate. Precisaria voltar no horário de funcionamento do banco para conversar com a gerente mas acabei não voltando. Mas é uma dica que considero importante e que muitas vezes não pensamos.

Abaixo alguns locais que gostamos bastante e que merecem serem visitados:

  • La Cabrera (não…não é da minha família…rsrs): Restaurante especializado em Parrilla e carnes em geral. MARAVILHOSO! Fica em Palermo, numa região cheia de restaurantes e bares. Dica: os pratos são imensos e servem tranquilamente 2-3 pessoas. Façam reserva pois lota todos os dias (fomos numa quinta-feira e estava com espera de uns 20 minutos).
Jantar MARAVILHOSO no Restaurante La Cabrera
  •  Gran Café Tortoni: café tradicionalíssimo de Buenos Aires, com quase 160 anos de história. O lugar é tipo uma viagem no tempo, um charme!! Encantador em todos os detalhes: móveis, decoração, cardápio e quadros. Vale muito a pena conhecer. Menu delicioso e tentador, principalmente pra quem gosta de doces (como eu…rsrs). Dica: Final da tarde geralmente o café fica bem cheio. Se for nesse horário, talvez tenha alguma espera.
Gran Café Tortoni
Capuccino, dulce de leche e churros no Gran Café Tortoni
  • La Boca: Bairro um pouco mais afastado do centro, onde fica o famoso Caminito (que estava em reforma quando fomos e não pude fazer a foto clássica… Buááááá). As ruas ao redor do Caminito são super charmosas, de paralelepípedos, onde apenas pedestres circulam. Tem uns restaurantes bem gostosinhos e com preço razoáveis.
Caminito
Caminito

 

  • “La Bombonera”: Como bons amantes do futebol, fomos conhecer a casa do Boca Juniors. Tem o tour pelo estádio que vale a pena. A visita ao museu optamos em não fazer pois a Tereza já estava bem cansada, mas acredito que também seja muito legal.
La Bombonera
  • Tigre / Puerto de Frutos: o passeio navegando pelo Delta do Rio Paraná, no município de Tigre, bem pertinho de Buenos Aires, vale muito a pena! Pelo barco é possível admirar casas lindas construídas nas ilhas, onde o acesso é possível apenas através da navegação pelo rio. Os moradores da região utilizam “barcos-mercado”, barcos para transporte coletivo de crianças para as escolas, para a coleta de lixo. É uma vida muito diferente do que estamos habituados nas cidades. Em Tigre também existe o Puerto de Frutos, onde é possível compra tudo que você puder imaginar: de lembrancinhas à móveis restaurados. Diversas empresas fazem esse tipo de passeio. Vale dar uma pesquisada nos preços. Nós fizemos pela Madero Viagens (também fechamos com eles o show de Tango e a travessia até Colonia del Sacramento).
Passeio pelo Tigre
Tigre
  • Puerto Madero: bairro que foi construído há aproximadamente uma década sobre os docks de um porto abandonado. O lugar se tornou point de restaurantes requintados, conjuntos de altas torres empresariais e casas de shows de tango. São diversas opções para comer e todas com uma vista maravilhosa. Não deixem de ver a Puente de La Mujer (uma ponte giratória apenas para pedestres, com design super diferente).
Puerto Madero
Puente de la mujer

 

  • Show de Tango: São centenas de opções de shows de tango por toda cidade. Os mais recomendados são Señor Tango e Madero Tango. Optamos pelo Madero Tango, no pacote de jantar + show (1.200 pesos argentinos por pessoa). O jantar foi maravilhoso, com entrada, prato principal, sobremesa e bebidas inclusas (e mais uma garrafa de vinho para o casal). O show deixa qualquer um sem fôlego!!! É lindooo!!! A gente sai de lá querendo aprender a dançar tango!!! Rsrs…
Madero Tango
  • Bosques de Palermo: São mais de 400 hectares de parque com área verde, lagos, diversas espécies de aves, jardim botânico e planetário. Na região dos Bosques também se encontra o Jardín Japonés, um parque temático oriental, com lagos repletos de carpas, azaléias maravilhosamente floridas (fomos na primavera), construções orientais, artesanatos e origamis. O clima zen e a música ambiente promovem uma calma e sensação de tranquilidade que não dá vontade de ir embora. O valor da entrada é de 95 pesos argentinos por pessoa. Crianças até 12 anos não pagam.
Bosques de Palermo
Jardín Japonés

 

Jardín Japonés

Além desses lugares que citei, claro que acho válido passar pelos tradicionais pontos turísticos, como Casa Rosada, Plaza de Mayo, Calle Florida, Congresso, Obelisco.

Casa Rosada

Ficaram para uma próxima visita à Buenos Aires: Feria de SanTelmo, Parque de Los Niños, Parque Temaiken, jogo do Boca na Bombonera… Tantas coisas….rsrs

Foram 5 deliciosos dias na capital porteña que deixarão saudades.

Após Buenos Aires, seguimos para o Uruguai, começando por Colonia del Sacramento. Conto tudo pra vocês no próximo post. Até lá!!! <3