Poderia ter sido com você…


Calor Carro Esta semana foram mais dois casos de crianças esquecidas dentro do carro e que infelizmente não resistiram. Um caso em São Paulo e outro caso em Belo Horizonte.

Infelizmente casos assim são muito mais frequentes do que imaginamos durante todo o ano, mas é nos meses mais quentes que as notícias chegam pois essas crianças não suportam e acabam vindo à óbito.

Tenho certeza que todos os pais se arrepiam só de pensar no assunto. Choro cada vez que vejo notícias assim e penso nesses pais, que pagarão da forma mais dura e dolorosa por essa falha. Qualquer julgamento desses pais é cruel e injusto. Pode acontecer comigo, com você, com seu vizinho…

Pensando nisso fiz uma lista de cuidados e dicas que podem ajudar a não esquecer o bebê no carro:

– Deixe objetos pessoais (bolsa, pasta, carteira, computador) no banco traseiro ou no assoalho do carro, atrás dos bancos. Isso fará com que você olhe para trás antes de sair do carro ou que sinta falta do objeto em pouco tempo.

– Coloque a mochila ou algum objeto do bebê no banco do passageiro. Outra alternativa é amarrar uma fralda de pano no pulso ou colocá-la no bolso.

– Evite ligar o som alto enquanto estiver com a criança no carro. Isso ajuda a manter a atenção. – Cuidado às mudanças de rotina. Na maioria dos casos esse foi um fator que contribuiu para o esquecimento da criança.

– Crie o hábito de falar com a pessoa responsável em levar a criança para escola/creche logo após o horário de entrada da mesma. Se você for o responsável, combine com alguém (marido, esposa, sogra, irmão…) para confirmar que está tudo bem.

– Algumas creches e escolas ligam para saber sobre a ausência da criança. Isso é excelente. Pergunte se seria possível essa comunicação na escola/creche do seu filho.

– E o principal: jamais subestime a possibilidade de acontecer com você.

Este vídeo é forte mas acho importante como alerta. E é com ele que finalizo este post. Atenção nunca é demais.

 

Ele. Meu João.

Há 39 anos o meu destino começava a ser escrito.

Você deve estar se perguntando: Como assim?? Mas você não tem nem 33 ainda!

Mas no dia 4 de julho de 1975 nascia a pessoa que me faria meu mundo mais feliz e me ensinaria a ser melhor. A pessoa com o caráter mais correto e digno que eu conheço. A pessoa que me daria o maior presente do mundo: minha Tereza.

Um menino que aprendeu a ser homem muito cedo. Um homem que muitas vezes é um menino.

Joãozinho

Um filho exemplar, um amigo incrível, um irmão atencioso, um marido carinhoso, um pai dedicado.

Basquete

D. Teresinha e Seu João também estão orgulhosos, com toda certeza.

Alguém que me faz rir com coisas bobas e me enlouquece às vezes com manias irritantes. Que me abraça quando o mundo parece imenso demais. Que me chacoalha para eu voltar à vida real quando necessário. Que me apoia em todos os momentos. Que me respeita e me compreende, até mesmo quando nem eu me aguento.

Nós 1

Meu marido, meu companheiro, meu parceiro, meu amigo.

Meu João.

0

Que você receba de volta todo esse bem que você oferece ao Universo e às pessoas ao seu redor.

Feliz aniversário, Meu Amor.

Nós te amamos.

10443536_10204072124713854_4012771354458267763_n