Cuidados com seu pet no Verão



Eis que chega o verão… A estação mais desejada por uns, mais odiada por outros.
Eu particularmente adoro o verão, calor, dia mais longos…
Mas nesta época do ano atendo muitos casos relacionados ao aumento das temperaturas.
Da mesmo forma que tomamos alguns cuidados extras no verão, nossos animais também devem receber uma atenção especial.
Estas são algumas dicas bem simples mas que poderão fazer toda a diferença para o seu peludo:

– Água fresca e à vontade sempre. Uma dica bacana é colocar pedrinhas de gelo na água do seu animal. Ele vai se entreter e depois beber uma água bem fresquinha.

– Evite sair com o animal nos horários mais quentes do dia. Dê preferência por passeios antes das 9h e após às 19h.

– Cuidado com a temperatura do asfalto. É muito frequente casos de queimadura dos coxins (almofadinhas das patas) no verão. Tire seu chinelo e pise descalço no alfasto. Se estiver muito quente para os seus pés, também será para o seu animal.

– Cuidado redobrado com raças braquicefálicas, como boxer, pug, bulldog, shih tzu, Boston terrier… Ele possuem uma dificuldade maior em baixar a temperatura do corpo.

– Animais mais claros, com face e orelhas brancas ou beges, devem utilizar protetor solar durante o passeio ou exposição ao sol. Existem produtos específicos para animais.

– Faça “Sorvetinhos” para o seu animal, com água de coco e rodelas de banana. Você vai precisar de um forma de gelo, água de coco e uma banana madura. Em cada quadradinho da forma coloque uma rodela de banana. Encha com água de coco e leve ao congelador até endurecer. Seu pet irá brincar, se refrescar e depois saborear um petisco natural e saudável. Você também pode congelar cubinhos de melancia ou melão (sem sementes!!!) e oferecer como petisco.

– Existe um “Tapete Gelado” da marca Jambo que é excelente para um descanso mais fresco. A mesma marca lançou há pouco tempo um “Colete Gelado” SUPER LEGAL. Eles adoram!!!

– Brincadeiras com mangueira ou piscina também são válidas mas não se esqueçam de secar seu pet muito bem após a brincadeira, principalmente os ouvidos!!

– Ventilador e Ar-condicionado são sempre bem vindos. O Ar-condicionado pode ressecar um pouco o ar, portanto, é bacana deixar uma bacia com água por perto.

Espero que vocês possam curtir o verão ao lado do seu melhor amigo peludo de forma agradável e segura. <3

 

 

 

Alimentação dos nossos pets – O que pode e o que não pode

Hoje tive o imenso prazer de participar do Programa Revista da Cidade, da Gazeta, falando um pouquinho sobre alimentação dos nossos animais. Tive a companhia da Francisca, filha da minha querida Lele. Fran se comportou lindamente e foi fundamental.

Jan e Francisca

Foi muito bom passar informações que considero muito importantes e que muitos tutores desconhecem, colocando em risco a vida dos seus animais.

Pra quem perdeu, segue o vídeo da pauta. <3

 

Feliz Páscoa sim. Chocolate para os cães NÃO!!!

Você sabia que um pequeno pedaço de chocolate pode matar um cão de porte pequeno?

Cão Coelho

Isso acontece pois o chocolate possui uma substância chamada TEOBROMINA, que causa graves alterações no sistema neurológico dos animais.

O açúcar e a alta concentração de gorduras presentes nos chocolates também podem causar danos ao trato gastrointestinal.

Quanto mais escuro for o chocolate, maior sua concentração de teobromina.

Os sintomas da intoxicação normalmente iniciam após 4-6 horas da ingestão e podem variar entre: Excitação, Hipertermia, Respiração ofegante, tremores, arritmia cardíaca, hipertensão arterial, dor abdominal, gastroenterite hemorrágica. Se o animal não receber tratamento emergencial, o quadro pode evoluir para desidratação, hipotensão, hipotermia, coma e morte.

Filhotes são mais predispostos à quadros severos de intoxicação.

Em casos de ingestão de chocolate, independente da quantidade, o recomendado é procurar atendimento veterinário emergencial.

Nunca tente tratar seu animal por conta própria. Alguns medicamentos podem agravar o quadro.

Então já sabem, né?! Deixem o chocolate para os humanos. 😉

Fogos X Animais: como minimizar esse trauma

Cao MedoChegou a época do ano com maior incidência de fugas e acidentes com animais devido à queima de fogos.

Cães e gatos possuem o poder de audição até 4 vezes maior do que os humanos, é possível imaginar o sofrimento desses peludos neste período.

 

Infelizmente acompanhamos com frequência casos de fugas, crises de pânico, convulsões e até óbito de animais durante a queima de fogos.

Existem algumas formas de minimizar esses problemas e disso que vamos falar.

– O ideal é iniciar tratamento homeopático ou com florais antes do período de festas (pelo menos 1 mês antes). O efeito é variável de animal para animal, mas na maioria dos casos surte um resultado bom. Sedativos só podem ser receitados pelo médico veterinário e apenas em casos extremos.

– Animais que já demonstram esse medo de fogos podem passar por um tratamento de dessensibilização com terapeutas comportamentais caninos, mas isso deve ser feito com algum período de antecedência.

 

– Na noite de Réveillon, coloque bolinhas de algodão nos ouvidos dos animais, para diminuir o ruído (só não pode esquecer de tirar logo após a queima de fogos).

– Se não puder estar junto no momento dos fogos, deixe-o em local seguro, longe de escadas, com portas, janelas e portões bem fechados. Nunca deixe o animal preso em correntes. O risco de acidentes e enforcamento é muito grande.

– Outra dica é deixar um rádio ou TV ligados, com o volume um pouco alto. Isso ajuda a manter o animal distraído.

– Não se esqueça de manter seu animal identificado, com placa presa à coleira de pescoço, mesmo dentro de casa. Este é o período de maior registro de fugas de animais. E a fuga geralmente ocorre quando não é esperada. Se infelizmente isso acontecer, cadastre imediatamente o animal no Procura-se Cachorro (maior rede de informações de animais desaparecidos e encontrados do Brasil). Se você encontrar algum animal perdido, também deve cadastrá-lo nesse site. Ele cruza informações de quem está procurando e quem encontrou.

Estas dicas servem para qualquer tipo de evento onde esteja prevista a queima de fogos, como finais de campeonatos e festas.

E um 2015 lindo para todos!!!